Projeto VIVA +

Projeto VIVA +
A PAZ DE MUITOS, DEPENDE DA DIVULGAÇÃO QUE VOCÊ FAZ. DIVULGUE ESTE TRABALHO.

quarta-feira, 15 de março de 2017

MAUS PROFISSIONAIS ! ! !

  

O MUNDO JÁ NÃO OS SUPORTA !



Com tantos maus profissionais em diversas áreas, o mundo está ficando mais seletivo e está começando à expurgar os que já não corresponde à uma demanda não mais qualitativa mas... quantitativa. Em outras palavras, não está se exigindo mais, pessoas com um mínimo de experiência. Em oposto à isso, com um bom currículo e muito, muito conhecimento sobre a respectiva função.

Dependendo da área para a qual se esteja selecionando profissionais, o grau de exigência é ainda maior e muito mais criterioso, pois que para certas áreas, não se admite o mínimo erro.

Mas o que faz o bom profissional ?  O que o torna ser mais capaz que os outros ?  Ambos não estudaram a mesma coisa ? as mesmas disciplinas ?   É sempre um mistério, um enigma tentar responder à essas perguntas.  Muitos vão atribuir responsabilidade ao ensino daquela instituição, outras à grade curricular, outros ao baixo nível de interesse de alguns alunos.  Acertou quem escolheu a última opção: falta de interesse.  Em tese é o que mais acontece, sendo o fator que mais diferencia os bons, dos maus profissionais.  

Mas nem sempre uma pessoa é mau profissional, apenas porque não estudou.  O que dizer daquele aluno que esteve sempre acima da média, passou com louvor, se formou, mas na hora em que foi mais exigido, não correspondeu à contento ?  Pode ser uma entrevista de emprego ou no momento que seu conhecimento fosse o fator determinante num erro que não poderia  acontecer.  Isso ocorre em praticamente todas as áreas.

Nem sempre a expressão "falta de interesse" pode ser levado ao pé da letra de forma tão direta.  Isso porque os conhecimentos que adquirimos não estão disponíveis à seleção consciente, mas inconsciente.  Isso mesmo, estamos falando de um lado nosso que muitos não apenas se lembram que existe, como também é determinante nas escolhas e decisões que tomamos.

Tudo que assimilamos de conhecimento (também o universitário), está sendo guardado dentro de nós, conforme seu conteúdo aritmético.  Isso mesmo, a quantidade existente de um mesmo tipo de conhecimento sempre predomina na "superfície" de nossa memória (ou não).  Se precisamos decidir no reflexo uma ação, o conhecimento deve estar "flutuando" no topo da nossa memória e, para que isso seja possível, é primordial que esteja sendo trabalhado (estudado) de forma contínua. Em outras palavras, conTÍNUO aprimoramento do conhecimento, no qual se queira ser profissional

Muitos pegam seu canudo, põe debaixo do braço e saem procurando seus empregos.  Mesmo terem conseguido não se aprimoram, simplesmente porque este novo trabalho não exigiu.  Os anos passam, ele é demitido por não ter tido qualificação necessária para alcançar hierarquicamente, novas funções.  Também não estará qualificado para um mercado de trabalho (cada vez mais exigente e criterioso na seleção dos seus profissionais), porque não se aprimorou em sua profissão.

Um bom profissional não se firma apenas no conhecimento universitário.

O bom profissional é o que congrega o conhecimento presente com sua experiência de vida, uma vez que ela é quem determina a forma de como ele utilizará o seu próprio conhecimento.  Por essa razão não se deve negligenciar nada que advenha de nossas experiências e vivências, tantos as boas quanto (principalmente) às ruins, uma vez que elas nos impõe parâmetros que nos ajuda à conhecer nossos limites.  

Isso está diretamente ligado ao nosso temperamento, que será a forma com que expomos nossa segurança (ou não) diante dos quais, "venderemos" nosso conhecimento, num momento de entrevista.  Talvez se explica aí, o porque que, mesmo habilidosos no conhecimento que adquirimos, não conseguimos, de alguma forma, passar a segurança necessária para sermos contratados.


É tudo uma engrenagem, que se bem "ajustada", vai chegar na última roda, que é a do novo emprego e, para chegar lá, todas as "catracas" devem girar.  É uma escolha, entre querer ser apenas +1 ou querer ser Profissional.

Professor Amadeu Epifânio   
Pesquisador / Psicanalista

PERSONALIDADE REATIVA COMPORTAMENTAL
Influência Pregressa em Respostas Emocionais

              

Por um Caminho + Seguro.

https://www.facebook.com/ProfAmadeu

quarta-feira, 8 de março de 2017

MENTE AGITADA TDAH


COLOCANDO A VONTADE DE VOLTA NOS TRILHOS.


Toda crise de qualquer transtorno é manifestada pelo inconsciente, relembrando um (ou + eventos) que vivenciou, que tenha constituído o transtorno específico. O que às vezes difere os transtornos entre si, é a freqüência com que essas crises se manifestam. No Transtorno Bipolar por exemplo, existem pessoas que tem crises uma ou duas vezes por ano (ou +). Depois da crise vem a famosa fase depressiva, que é uma forte sensação de tristeza e impotência diante do que não conhece e não aceita, quanto ao que está acontecendo. Pode não ser depressão.   Podemos chamar de fase de abstinência de crise.

No TDAH, existe um freqüência muito grande de crise, fazendo com que o portador tenha influência quase ininterrupta do inconsciente, ou seja, do seu lado criança que vivenciou o evento gerador, dificultando-o insistentemente de obter foco em tarefas que exigem concentração.

Além do evento gerador, existe ainda o "cenário" em que o evento foi gerado, se dentro de casa, do quarto ou na rua. O que quer faça parte deste cenário e sua variedade e quantidade, será lembrado por uma coisa que eu chamo de método associativo, onde o cenário é lembrado, sempre que algo do presente se assemelha à algo do cenário, do evento vivenciado. Por isso quem tem TDAH, está constantemente sob influência do transtorno, porque deve haver um cenário bem diverso.

O grande segredo para conter essa onda de influência é separar os dois lados, ou seja, consciente e inconsciente, como ? Reforçar o auto controle. Quanto mais o portador puder controlar sua tolerância e auto controle, menos influente estará do inconsciente (e do seu passado).  Apesar disso, nosso inconsciente não é nosso inimigo, pelo contrário, o fato dele nos lembrar o tempo todo essas lembranças, é para nos dizer que há uma "pendência"' à ser resolvida.  Isso pode ser contornado pelo auto controle, através de terapias alternativas, como Yoga, Tai-Chi, artes marciais que objetiva essa postura, etc. 

Estabelecer propósitos para conclusão ou execução parcial de atividades, como estudos, trabalho, tarefas é outra forma.  Para crianças, jogos educativos e instrutivos;  Para os jovens de ensino fundamental e médio, estabelecer metas como melhorar médias e notas, no geral ou de matérias específicas.  Lembrando que para entrar em universidade, as questões de vestibular ou Enem, são complexas, exigindo mais conhecimento que memória.  

O que eu quero dizer ?  Memória é mais comprometida pelo TDAH que o conhecimento. Conhecimento mantém a pessoa mais no controle emocional.  Memória (e falta) é algo que gera ansiedade que gera perda de foco.  Então o remédio é estudar, mas estudar com propósitos, como 2 capítulos de um livro de cada vez, depois dizer pra si mesmo o que entendeu, depois mais 2 capítulos e assim por diante.  Fazer as coisas com propósito ajuda à manter o controle sobre o que está fazendo, com pouca perda de foco.

O importante é domar a vontade, no máximo de tempo que puder e ir estendendo esse tempo (quebrando marcas, como numa olimpíada rsr).  Esse parece ser um bom foco pra seguir como meta, sem data certa.

Outra coisa, nada é fácil, ninguém é perfeito, a primeira coisa que precisa focar é acreditar em si mesmo(a).  Não relevar críticas, censuras, preconceitos de quem quer que seja, são pessoas que precisam tanto de ajuda quanto nós.  Quando uma pessoa deseja ajudar, deve fazer tomando por base a condição ou momento da pessoa e não pelo ponto de vista dela própria.  Se não sabe ajudar, pelo menos não piore nem atrapalhe.


Professor Amadeu Epifânio
Pesquisador/Psicanalista

PROJETO VIVA+
Por um Caminho + Seguro.

                

                 Contato:  https://www.facebook.com/ProfAmadeu

quarta-feira, 1 de março de 2017

PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO !


COMEMORAÇÃO COLETIVA !

APENAS DEIXAR DE COMER CARNE É PROS FRACOS. A QUARESMA EXIGE E RESERVA ALGO MAIS PARA A NOSSA CARNE.

CONFIRA, PARTICIPE E PARTILHE !

Professor Amadeu Epifânio
Pesquisador/Psicanalista
PROJETO VIVA+
Por um Caminho (Cristão) + Seguro.



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

O ELEVADOR DO APOCALIPSE !


   VAI SUBIR  ?   OU VAI DESCER  ?




Eu sempre imaginei que ao morrer, vou me deparar com um elevador bem na minha frente, sem nenhuma indicação se ele irá subir ou "descer" e que saberei somente quando entrar e as portas se fecharem atrás de mim.  


Jesus (e até João Batista) já anunciavam o fim dos tempos já naquela época e, em razão disso, a humanidade espera apenas por um fim do mundo global, enquanto que, o que Jesus predizia não era o fim da humanidade e sim, o fim individual de cada um de nós. Isto mesmo, a nossa própria morte.


Por ficar esperando o fim do mundo, as pessoas acreditam que só deverão se "preparar" às vésperas, o que representa, para nós, um grande desperdício, como cristãos (ou simplesmente religiosos). Se a morte se antecipa, nos privando nos despedir de nossos entes (ou nós, deles), nada mais coerente que nos preparar-nos também, para que ao sair desta vida e dermos de cara com o elevador, que se diminua as chances dele tomar um rumo diferente ao que todos desejamos.

Mas como nos preparar ?

Primeiramente, para Deus, ninguém é inútil ou incapaz e todos são convocados à servir, cada qual à sua capacidade, habilidade e até mesmo à sua disponibilidade. Deus coloca diante de cada um a oportunidade de agirmos na demanda dos que precisam de nós. O que somos, as habilidades e estudos que adquirimos, o tivemos por permissão de Deus, para nos qualificar para a missão.

Todos sabemos o que é certo e errado, o que agrada e o que Deus abomina(...), tomemos então isso como propósito e não perdendo também o foco no destino desse elevador. rsr

Deus já nos deixou claro que, quem parar de aprontar e passar a fazer o que é certo, não será lembrado de nada ruim que fez. Em contra partida, se os que se comportaram, começarem à aprontar, Deus também não se lembrará de nada de bom que fizeram, como defesa no julgamento final.  (Não me recordo a citação, mas é certo que existe, eu mesmo vi). Peço aos leitores que, quem souber, favor deixar a citação no comentário.  Grato.

Portanto, ainda há tempo de alterar o destino do elevador, se pra cima ou pra baixo. A decisão ainda compete somente à nós, não percamos mais tempo.

Professor Amadeu Epifânio
Pesquisador/Psicanalista

PROJETO VIVA+
Por um Caminho + Seguro.

               

P.S.:  Pessoal, achei a citação, está em  EZEQUIEL 18, 21-24.



segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

GALERA DO BLOCO DA CACHAÇA !!!


ATENÇÃO REDOBRADA
COM A QUANTIDADE DE
DE BEBIDAS ALCOÓLICAS
INGERIDAS
NESTE CARNAVAL !!!
         
A FOLIA PODE SAIR PELA CULATRA !!!


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CORRIGINDO PASSOS...




                  ...Para um Caminho + Seguro.       (A Páscoa)












CORRIGINDO PASSOS...

  


                         ...Para um Caminho + Seguro.   (A Figueira)




Veja esta e muitas outras postagens em nossa Página no Google+

https://plus.google.com/+AmadeuEpifânio